Alugar por imobiliária: 7 motivos para sempre fazer!

Tempo de leitura: 7 minutos

A princípio, alugar ou vender um imóvel pode parecer fácil, afinal, você só precisa negociar com um possível interessado, sem essa de vender ou alugar por imobiária, não é? Infelizmente, às vezes não é tão simples assim, pois o barato pode sair caro.

Existem diversos fatores que só uma imobiliária experiente pode cuidar para proteger o interesse de ambas as partes, poupando tempo e eliminando possíveis problemas. Então, se você está com dúvidas sobre alugar por imobiliária ou não, este artigo é para você. Veja abaixo alguns dos motivos pelos quais utizar os serviços de uma imobiliária experiente é sempre bom. Vamos lá?
Como funciona alugar por imobiliária?
Antes de mais nada, vamos entender um pouco mais sobre como funciona o trabalho de uma imobiliária.

As imobiliárias são empresas regulamentadas e fiscalizadas pelo CRECI. Para cada imobiliária é necessário o CRECI jurídico para ter seu funcionamento autorizado e também ter um responsável técnico com CRECI para administrar o seu funcionamento.

O trabalho de uma imobiliária consiste em reunir profissionais experientes no mercado imobiliário e ofertas de imóveis disponíveis para venda e locação, visando atender às necessidades dos clientes interessados e atuando como intermediadora. À medida que estes imóveis vão sendo vendidos ou alugados, vai formando-se uma carteira de clientes e imóveis que são administrados pela empresa.
1. Negociação completa e amparada por lei

O processo de locação pode tornar-se um relacionamento de longo prazo, onde diversas situações desconfortáveis podem ter que ser tratadas, tais como: consertos, despesas em atraso, reajustes de valores, reformas, atualização de valores que podem necessitar de avaliação de mercado, adaptações estruturais e obras de acordo com as necessidades do inquilino.

Ao alugar por imobiliária, você consegue uma negociação mais bem fundamentada, amparada e embasada por lei, evita desgastes desnecessários e traz segurança aos inquilinos e proprietários.

2. Garantia de recebimento em dia

Alugar um imóvel sem garantias pode ser muito arriscado. As garantias possuem diversos fatores intrínsecos que, se não forem bem observados, podem invalidá-las ou enfraquecê-las, como no caso do fiador que, se for casado, o ideal é que o cônjuge também assine.

A imobiliária, além de ter vasta experiência nestes detalhes, pode também oferecer outras garantias que facilitam a locação, trazendo comodidade e segurança ao locador e locatário, tais como:

– Garantia com fiador
– Garantia de imóvel
– Seguro Fiança
– Título de Capitalização

Dependendo do tipo de garantia escolhido a imobiliária oferece ao locador o aluguel garantido, garantindo ao locador o pagamento do aluguel independentemente do inquilino ter feito o pagamento ou ter atrasado. Conheça abaixo mais sobre as modalidades de garantia:

Garantia com fiador: Neste tipo de locação, a(s) pessoa(s) que entrarem no contrato como fiador(es), será(ão) o(s) avalista(s) do inquilino durante o período do aluguel, tendo em conjunto com o mesmo a obrigação do pagamento de aluguéis, contas e reformas.

Garantia de imóvel (caução de bem imóvel): O locatário precisa ter um imóvel quitado em Goiânia (no caso da Investt Imóveis) e o contrato de locação será averbado à margem da matrícula do respectivo imóvel, objeto da locação, no Cartório de Registro de Imóveis a que pertence, servindo este como garantia de pagamento do contrato de locação.

Seguro Fiança: é um seguro, onde a seguradora será a garantidora da locação, onde é paga uma taxa de um percentual do valor do aluguel ao mês para que a seguradora possa ser a garantidora do contrato.

Título de capitazação: é um título de capitalização vinculado a um agente financeiro, no valor de 05 vezes aluguel + condomínio, (este valor geralmente é estipulado pela imobiliária) quando for o caso, e esse valor fica aplicado durante a vigência do contrato, e é devolvido ao final da locação corrigido pela TR.

3. Acompanhamento de contas

Quando é firmado o contrato de locação, as contas do imóvel serão de responsabilidade do inquilino, mas em algumas situações podem ser de responsabilidade do proprietário.

Em caso de locação direto com o inquilino, ficará o proprietário sujeito à verificação mensal de contas de água, condomínio, IPTU, energia, gás e possibilidade de inscrição em cadastros negativos de crédito em caso de atrasos no pagamento.

E se o inquilino não paga o IPTU? E o condomínio? O proprietário poderá ficar sabendo somente quando as multas chegarem ou ter seu crédito negado. Ao alugar por imobiliária, você obtém a intermediação de uma imobiliária e apuração constante dos débitos, ambas as partes serão protegidas.

4. Contratos bem claros

Os maiores problemas na locação ocorrem quando as condições e compromissos não são bem claros.

Negócios fechados com contratos falhos, ou contratos confeccionados por pessoas inexperientes não prevêem diversos tipos de situações, como multas, acordos, reajustes, reavaliações, prazos, podendo ocasionar em enormes dores de cabeça.

As imobiliárias contam com departamentos jurídicos especialistas na área e na lei do inquilinato que podem antecipar estes possíveis problemas de maneira clara e podendo ainda explicar detalhadamente aos inquilinos e proprietários todas as regras e eventuais situações.

5. Valor de avaliação do aluguel

O valor de aluguel do imóvel é definido de acordo com a disponibilidade de ofertas similares no mercado e de outros fatores que podem incidir no preço, como locazação, valor de condomínio e estado de conservação do imóvel.

Ao alugar por imobiliária, valores justos e concretos são apurados com exatidão devido ao amplo conhecimento de mercado dos profissionais que trabalham na empresa. A locação com valor acima do mercado pode ser ruim ao proprietário, o que pode causar inadimplência futura.

6. Proprietário e inquilino: quem é responsável pelos consertos?

Um dos maiores problemas nos contratos de locação é quem fica responsável por manutenções que ocorrem no imóvel. A imobiliária atua como intermediadora justamente para proteger as partes e ajustar na formalização do contrato de quem é o responsável por cada situação, considerando que, em tese, o imóvel foi alugado em perfeitas condições.

Devido a isto é de extrema importância que seja feita uma minuciosa vistoria no ato da entrega, relatando cada detalhe, que em caso de divergência, como parte elétrica com mal funcionamento, defeitos na parte hidráulica, pintura mal feita, ou outros detalhes, que estes sejam apontados e solucionados pelo proprietário antes da entrega do imóvel.

Problemas estruturais são quase sempre de responsabilidade do locador, tais como, vazamentos no telhado, esgoto, vigas e pilares, defeitos na edificação. Estes tipos de problemas devem ser relatados com urgência pelo locatário à imobiliária para que o proprietário o resolva o quanto antes, evitando o agravamento do defeito.

7. Problemas resolvidos de forma mais rápida

Caso o aluguel seja direto com o proprietário, é somente a ele que o inquilino deverá recorrer em caso de problemas no imóvel, o que pode ser muito difícil caso o mesmo não tenha tempo, não tenha interesse na resolução ou tenha feito um contrato que o isenta de determinadas obrigações.

E ao alugar por imobiliária, a mesma pode resolver por conta própria determinados tipos de situações e tem as ferramentas e os argumentos necessários para que tudo seja resolvido com o proprietário sempre com mais agilidade.

Enfim, agora que você conhece os 7 principais motivos pelos quais você deve alugar um imóvel sempre por uma imobiliária, seu dinheiro não estará mais em risco.

Quer saber mais sobre a Investt Imóveis? Venha tomar um café e falar com um de nossos profissionais. Somos especialistas na locação de imóveis em Goiânia e estamos prontos a lhe atender e alugar o seu imóvel com muita agilidade, segurança e honestidade.